Jornal da Universidade Federal do Pará. Ano XXX Nº 130. Abril e Maio de 2016

Daniel Coelho é homenageado pela OAB
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seção Pará, homenageia o jurista, advogado e professor Daniel Coelho de Souz, um dos mais brilhantes advogados paraenses e brasileiros, dando seu nome ao prêmio que destacará grandes vultos da advocacia nacional. A premiação foi instituída pelo Conselho Seccional, em reunião no dia 13, sob a denominação Prêmio Medalha Daniel Coelho de Souza, que será cunhada em ouro com a esfinge do homenageado em uma de seus lados e será outorgada a cada três anos. "Ele sempre pautou sua conduta pela extrema simplicidade, humildade, ética, dignidade e competência. Era necessário que a Ordem homenageasse um dos grandes pensadores que a cultura jurídica do Pará já teve", argumenta o presidente da OAB-PA, Ophir Cavalcante Junior. Nacionalmente, a OAB possui uma premiação correspondente, a Medalha Ruy Barbosa, fazendo referência ao maior expoente da Advocacia no País. Daniel Coelho de Souza, foi professor catedrático e reitor da Universidade Federal do Pará. Seu livro "Introdução à Ciência do Direito" ainda é considerado um marco no estudo jurídico nacional e internacional. Nunca deixou de exercer a Advocacia, a sua grande paixão, desde 1937. O advogado foi também presidente da OAB-PA entre 1964 e 1967, os primeiros anos da ditadura militar no País. A filha do homenageado, e conselheira da OAB-PA, Maria Cristina Carvalho, relata que o pai, por inúmeras vezes, saiu de casa durante a madrugada para advogar por presos políticos nas Forças Armadas. "Sua militância não era comunista, ele não advogava pela esquerda, mas pelo valor moral do Direito e da Democracia", afirma Maria Cristina. O conselheiro federal da OAB-PA e filho do homenageado, Frederico Coelho de Souza, diz que essa é a maior honra que Daniel Coelho de Souza poderia esperar. "Além de professor, uma profissão que ele muito amava, sua vocação era o Direito. Por isso foi professor dentro da área do Direito", afirma Frederico. Além disso, ressalta que a OAB-PA também abriu espaço para homenagear pessoas com destaque jurídico, sobretudo no Pará, onde já existe um histórico de grandes profissionais do ramo. "A OAB também estará escrevendo sua história, criando essa galeria de personalidades", opina. A família Coelho de Souza já possui uma terceira geração de advogados